Azorean Culture - Carnaval in the Azores

Carnaval nos Açores – Carnaval in the Azores is an old tradition celebrated every year in February.

 

O Carnaval nos Açores é umas das épocas festivas mais importantes, caracterizando-se por uma mistura de tradições e influencias que vão desde o entrudo, a bailes, danças, marchas, bailinhos e batalhas de água.

Carnaval in the AzoresOs festejos carnavalescos sentem-se em todas as ilhas, e são os mesmos que nos levam a constatar as especificidades de cada ilha:

Em São Miguel vamos ter desde os afamados bailes de máscaras do Coliseu Micaelense, envoltos em glamour e que duram até de madrugada, até à não menos afamada Batalha das Limas – uma batalha travada por centenas de pessoas que saem à rua na manhã de ‘terça-feira gorda’ (ou ‘terça de Carnaval’) com armas que não matam, mas molham!

Já na Terceira não há Carnaval sem as suas tradicionais danças e bailinhos – encenações teatrais, inspiradas na tradição dos Azores - Bailes de Carnavalautos vicentinos, que ironizam o quotidiano terceirense e açoriano – e levam às sociedades de toda a ilha milhares de pessoas para assistirem aos mesmos.

A Graciosa conta igualmente com uma forte expressão carnavalesca, intrínseca à própria cultura graciosense. Destacamos as danças – grupos que percorrem os bailes da ilha a exibir os seus trajes e coreografias, preparados com meses de antecedência, e abrilhantando ainda mais os bailes.

No Pico temos os típicos bandos (teatros populares) que satirizam as populações da ponta da ilha. Pelas restantes ilhas vamos encontrar alegres bailes e matinés repletos de mascarados (pessoas com fantasias e trajes de carnaval) que vão celebrar o Carnaval, dançando noite dentro acompanhados de boa música carnavalesca. E ainda os desfiles das escolas que trazem a pequenada toda às ruas das vilas e cidades, exibindo os seus disfarces.


Na terça-feira pela manhã a tradição é entrudar – ir para a rua e atirar água, farinha e até ovos aos que se queiram juntar à brincadeira. Não havendo idade ou intempérie de fevereiro que impeça a brincadeira, pois, afinal: é Carnaval, ninguém leva a mal!

 

Quanto a iguarias, o Carnaval não peca por falta delas e já há dias que nas casas açorianas se sente o cheiro a filhoses, malassadas, coscorões ou ainda filhoses de forno ou fofas. As primeiras: uma massa doce que depois de lêveda é frita e polvilhada com açúcar e as últimas uma massa que vai ao forno e ao sair é recheada com um cremoso e aromático creme de limão. Mas todos estes excessos são permitidos, pois não fosse o Carnaval tradicionalmente aceite como o período de deleite que antecederia um tempo de contenção e sacrifício. E isto afirmado pela própria origem latina do vocábulo: carnelevamen – “adeus, carne”, ou “prazer da carne”, que nos remete às abstinências e prescrições que marcam a Quaresma.

Carnaval in the Azores  Carnaval in the Azores - Learn Portuguese  Carnaval in the Azores - learn to speak Portuguese
 

 

Click here for an overview of the immersion program and date of our next trip.

Go to the itinerary for this Portuguese language immersion tour of the Azores

See your accommodations